1º Festival de Cinema de Cametá

0

RELEASE

De 21 a 23 de julho a cidade de Cametá no Pará, sediará o 1º Festival de Cinema da Região do Tocantins, Berço da Cultura Amazônica e repleta de singularidades, famosa pelos ilustres “Notáveis” que ali nasceram a cidade espera que do audiovisual surja um novo nome capaz de projetar mundialmente a história e cultura do local.

O festival contara com duas mostras: “PARAOARA” onde filmes de cineastas paraenses ou rodados no para serão apresentados, e a mostra “BRASILIS” onde cineastas brasileiros emergentes e consagrados apresentaram obras inéditas na Amazônia; segundo Toninho Castro Dir. de Turismo de Cametá e um dos organizadores da mostra, “esta será uma semente plantada para fomentar o Audiovisual na região”, onde esperamos não só o incremento na produção local, mas também lançar um chamado para que cineastas de todo o Brasil e do Mundo tragam suas produções para serem filmadas na região, um cenário que nada fica a dever as mais belas paisagens que costumamos vislumbrar na telona,

Ele pretende ainda em parceria com a prefeitura local a partir da 2ª edição em 2018 implementar a mostra competitiva, com premiação em dinheiro aos participantes e ainda trazer oficinas de cinema para ajudar a fomentar a cadeia produtiva do Audiovisual e formar novos cineastas na cidade, incluindo Cametá no roteiro mundial de festivais cinematográficos.

A curadoria ficou a cargo de Zahy Tata Pura’gte que selecionou obras nacionais de grande relevância como Tropicália documentário do renomado cineasta Marcelo Machado, ou “entrelinhas” do emergente cineasta cearense Saulo Vasconcelos que conta no elenco com o paraense Ramon Rivera, outra exibição inédita será de Bom dia Carlos ,filme de terror do cineasta Gurcius Gewdner, tido pela crítica como sucessor de José Mojica no gênero trash. Segundo Zahy Tata, “o principal intento do festival será oportunizar esse olhar cinematográfico aos participantes e trazer a reflexão que qualquer história, mesmo as cotidianas, podem virar um filme, e assim estimular a nova geração a ingressar no maravilhoso universo do cinema,” hoje qualquer pessoa com um simples celular pode produzir um filme, basta ter a sensibilidade do olhar”, ressalta a curadora.

A mostra ocorrera de 21 a 23 na Praça da Justiça,  Iniciando as 18.30 hrs.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade